Diabetes insípidos

A palavra Diabetes tem origem grega e a maioria dos estudiosos que escrevem sobre diabetes dão a esta palavra o significado de sifão. A doença recebeu este nome pela poliúria (quantidade excessiva de urina) que a caracteriza.

Há o diabetes mellitus, que significa poliúria com urina "adocicada" e o insípidus, que significa poliúria com urina aquosa, sem a característica adocicada. 

A diurese é controlada, dentre outros fatores, pelo Hormônio Anti Diurético (ADH). Este hormônio é produzido pela hipófise, uma glândula aproximadamente do tamanho de uma ervilha localizada na base do crânio. O ADH age principalmente nos rins onde promove a diminuição da quantidade de urina, deixando-a bastante concentrada.

O Diabetes insípidos ocorre quando há a diminuição da quantidade de ADH ou quando sua ação nos rins está prejudicada. Com a ausência do ADH a quantidade de urina fica enorme (poliúria) e a urina fica bastante diluída, aquosa.

Quais são os sintomas de diabetes insípidus? 

  • muita quantidade de urina (poliúria)
  • urina clara, diluída
  • sede (polidipsia)

Quais são as causas do Diabetes insípidus?

Podem ser congênitas (já nasce com) ou adquiridas.

  • Congênitas:
    • herança familiar genética
    • malformações congênitas no Sistema Nervoso Central
  • Adquiridas:
    • tumores no Sistema Nervoso Central (SNC)
    • traumas lesando o SNC 
    • cirurgias na região da glândula hipófise

É importante diferenciar o diabetes insípidus de outras causas de poliúria e polidipsia. Para isso, o seu médico irá lhe ajudar com diagnóstico e condutas subsequentes.

O Diabetes insípidus tem somente 2 semelhanças com o diabetes Mellitus (este último é consequente da diminuição da quantidade ou da ação da insulina): ambos cursam com aumento do volume urinário (poliúria) e aumento da sede (polidipsia), mas são doenças completamente diferentes, com causas, mecanismos, evolução e tratamentos diferentes.